quarta-feira, 6 de maio de 2015

Da série: "Ser mãe é TÃO legal, mas..."



"Ser mãe é TÃO legal, mas e o meu corpo?"

A gente sabe o quão difícil é o puerpério e como com um recém-nascido mal sobra tempo pra se olhar no espelho, né? As pessoas não cansam de perguntar sobre o seu peso e tecer comentários sobre outras mães e como elas "emagreceram super rápido", e com tudo isso é de se entender que sua autoestima esteja TÃO baixa.

Primeiro, gostaríamos de te dizer que você é maravilhosa e que cada curva sua é perfeita. Essa cobrança pelo emagrecimento não só é gordofobia como também é a atitude de uma sociedade patriarcal que faz a manutenção diária da ditadura da magreza e não tolera a existência de mães felizes com o seu corpo. 

Depois, queremos que você saiba também que ser mãe não deve te anular como mulher. Ser mãe não pode apagar a sua sexualidade! Sabemos que o tempo é curto e que a nossa relação com o nosso corpo depois do parto não é lá das melhores, mas vamos lá, olhe pra você! Você é linda. 

Outra coisa que ninguém fala é sobre como a nossa libido despenca no pós-parto. É importante pra nós poder contar com a compreensão do parceiro ou parceira para podermos lidar com todas as mudanças pelas quais estamos passando. É tudo muuuuito difícil! E a gente não recebe um manualzinho de instruções que ensine a lidar com a rejeição social que sofremos por nossos seios caírem ou pelas estrias que ganhamos. 

Seu corpo nunca mais será o mesmo. Tudo mudou! As estrias, as marcas, as dores, o inchaço. Tudo isso é parte da sua história e isso só faz de cada parte do seu corpo mais linda ainda. 

Empodere-se, redescubra sua sexualidade. Se toca, mulher!